domingo, 13 de dezembro de 2015

ferro de passar

Estou tão cansada nesse momento
ser mulher
estar no mundo
ter que viver
ter que
tudo
ter que ser algo
alguém
corrói
pesa meus ombros

você fica longe e eu não sei o que fazer
tento aproximações tímidas
então me sinto ridícula
pareço uma criança idiota que sabe que vai se queimar
toca no ferro de passar quente
retira a mão rápido e chora
de dor e por ser burra

não, não é a descoberta
não é o aprendizado
é a decepção
a frustração
é a primeira coisa que vem na minha cabeça

se você estiver me vendo
e se sente alguma coisa
por que
por que não vem até mim?
se você realmente sente, do que você tem medo?
eu acho que você não sente nada
meus amigos dizem que estou enganada
então se você sente
por que não vem até mim?

estou aqui, não vê?
sofrendo essa doença chamada vida
eu me sinto ridícula
(encostei a mão no ferro de passar de novo!)
eu me sinto como quando tinha três anos
e minha avó tentou colocar pasta de dente
no meu dedinho queimado
a diferença é que minha avó está morta agora

oh, me ajude.
por favor, não fique com medo agora
porque eu não consigo lidar com minhas próprias fobias
estou deitada no escuro sem conseguir entender
paralisada
quando o dia vem eu fico mais assustada

e você é só mais um dos meus problemas
e não deveria ser
o que está acontecendo comigo?
estou tão cansada nesse momento
de ser mulher.
de ser
de ter que estar
sorrindo.

0 comentários:

Postar um comentário