domingo, 4 de janeiro de 2015

escombros

minha cabeça gira e nos sonhos fico dividida entre dois corpos.
eu ouço as vozes na minha cabeça me puxando pra perto.
quando me viro, não estão lá. 
o pior mesmo é quando tudo lembra o cheiro dos donos das vozes...
tem sido estranho

sinto como se estivessem drenando o sangue do meu coração 
estou vendo o sangue escorrer 
pelos tubos até garrafas de vidro brilhantes e coloridas
sou uma bruxa e dizem que sangue de bruxa tem propriedades mágicas nesses dias

eu sinto você 
eu sinto essas coisas todas que se despejam de seus lábios
lembro dos sussurros
eu não consigo lembrar do que foi dito, não consigo, não consigo
é tão difícil costurar as memórias nesses dias
eu gostaria de saber por que.

fico pensando em todos aqueles movimentos e nos cheiros e no que consigo ver
estou confusa demais, e acho que não quero entender nada.
sigo mergulhando em mim mesma mas sem chegar naqueles cantos escuros em que chafurdava outrora

vocês não vão tirar de mim minha sanidade

na luz todos os detalhes mais bonitos podem ficar irritantes
amor: não expor à luz, umidade e utilizar antes de [insira aqui a data de validade]

não quero pensar nisso

você pode me encontrar debaixo dos escombros, se quiser. 
eu não vou mover um dedo sequer.

0 comentários:

Postar um comentário