domingo, 1 de julho de 2012

Devaneios

Um daqueles dias abafados em que o tédio se apodera do organismo. Por mais que você faça coisas, 
dormir parece a única saída, mas quando você acorda, está pior do que quando colocou a cabeça sobre o travesseiro. 
Você sonhou com olhares de ódio que têm te perseguido. Você tem muita pena desse olhar e acorda angustiado. É triste ver que alguém não tem a menor intenção de sequer te cumprimentar porque quer te ver explodir e de repente ela está beijando o teu rosto porque, do contrário, seria considerada mal educada. 
É o tipo de coisa que me deprime. Essas banalidades todas, esses dias nada excepcionais, essas coisas que poderiam ser evitadas - não no sentido de serem ignoradas, mas no sentido de não precisarem existir mesmo. Eu fico muito deprimida quando me dou conta disso.
Meu estômago vai derreter, estou sentindo como se tivessem cimentado minhas têmporas. Minha cabeça vai pender a qualquer momento para o lado esquerdo e sair rolando pelo chão. Queria sonhar com meu quarto imerso em sangue. 

0 comentários:

Postar um comentário