sábado, 31 de março de 2012

That's it

Te sopro nos ouvidos que vou te seguir
acorrentada a ti, me sinto livre
porque eu sei que não preciso te dizer coisa alguma
quando vês o que está me machucando.

A dor de outrora se transmuta em coração líquido.
Meu cérebro colorido sai pelo ouvido
O músculo no meio de meus pulmões foge pela minha garganta
engulo palavra e cuspo canções
só pra te ouvir cantá-las aos sussurros,
numa varanda ou quarto escuro.

Te amo. Te amo. Te amo.
Te amo. Te amo. Te amo.
Te amo. Te amo. Te amo.
Te amo. Te amo. Te amo.

É, acho que é isso.

quarta-feira, 28 de março de 2012

Questão de ângulo

As músicas que permaneceram renegadas
Por algum tempo, lindas de ouvir, dolorosas de entender
Voltaram como cardume de purpúreos peixes que vêm à superfície.
O mar sempre me serve quando falo
dele
Observo seus traços de todos os ângulos possíveis.

Tentar sumir por um tempo e deixar ele pra trás
Sempre obscuramente perto e fazendo parte
Não há como dissociar dois corpos assim
Dançando juntos com o árvores ao vento
E carinho em todos os ângulos possíveis.

O ar se movimenta: é o vento.
Aparece na hora exata de te querer.
Marca minha pele de arrepios, e eu finjo que é frio.
Eu canto junto com ele, guia dos nossos movimentos
E vontade em todos os ângulos possíveis.

Contorcida, retorcida, uma planta crescendo
Eu, despida de orgulhos, máscaras – roupas -,
Meus olhos se enchem de lágrimas
Os teus me olham direto
Um sobre o outro e ao contrário:
Ter você em todo os ângulos possíveis.

segunda-feira, 26 de março de 2012

boom.

Eu perco muito tempo "sendo eu" nos teus braços
ao invés de sorrir porque eu realmente fico feliz quando estou contigo
eu resolvo chorar
quando na verdade o mundo é que deveria sofrer com minha alma retardada
eu sou toda errada
eu sempre mando as pessoas fugirem
todos que chegam perto demais se machucam
eu não te afastei
eu deixei você perto
e a cada explosão eu me sinto horrível
porque você é o único que não deveria se machucar com os cacos
e quando eu me odeio sozinha você pelo menos não pode ver
você pelo menos pode estar feliz no teu apartamento
dentro das paredes que nos vêem felizes
com os carros todos zunindo na rua lá fora
eles não falam tão alto quanto minha alma quando digo que te amo
eu não quero perder minha voz
ainda que isso esteja acontecendo
estou me sentindo mutilada
mas o que posso fazer se isso me deixa feliz?
eu não tenho nenhuma rota de fuga.
é só eu e eu e mais eu, chorando e querendo que algumas pessoas morram.
como sempre foi.
até eu não aguentar mais.