sábado, 28 de janeiro de 2012

Bom seria chorar até desidratar.

"Eu que não fumo, queria um cigarro..."

Uma menininha grita que não é justo.
Uma mulher agarra-lhe os cabelos
e joga a pequena num quarto escuro.
Nenhuma delas porém sente como se estivesse acabado
um olhar raivoso e um sonho horrível
é o que sobra de uma noite desgraçada
e o que sobra das poesias escritas
são novas poesias, separadas.






0 comentários:

Postar um comentário