terça-feira, 15 de novembro de 2011

Sonhos

Gelo, gelo, gelo.
Bailarina no gelo, um pescoço cortado,
a cabeça pendendo idiotamente pro lado.
Gire agora, desgraçada!
Quero ver você dançar.

Abro os olhos.
É o terceiro sonho macabro essa semana.
Que dia é hoje?
Passou-se uma semana?
Tem um homem no escuro.
Quem é você?
Você está me seguindo!

Eu sou sua irmã!
Pode sorrir agora.
Estúpido, esses olhos que me encaram...
Estúpido você!
Te odeio, te quero,
Te dou vida.
Te mato, diversas vezes.

A bailarina ensanguentada cai no chão.
Percebo que ela sou eu
Nunca confie em pesadelos.
A menina no corredor
também ela era eu.
E atrás dela, era a minha própria figura que gritava:
CUIDADO, CUIDADO! NÃO CHEGUE PERTO DA LOUCA!

0 comentários:

Postar um comentário