quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Manifestos de Menina #4

Depois de noites insones pensando nas tuas palavras
sempre elas, as que mais me marcam
e sempre elas que me choram no peito
a amarga dor, como derrota.

Por mais que outros lábios e outras mãos
digam e digitem palavras sobre mim
nestes últimos dias elas só me fazem esquecer.

O dia passou com chuva
há dias que meu quarto está uma bagunça
até o ar aqui está parado
e eu não me importo de não respirar direito.

Eu vou dormir e só vou acordar
quando tiver que sair de casa
e aí vai ser outro dia
em que eu vou te esquecer por umas horas
pra depois chegar em casa e você estar lá
você que era meu refúgio e que agora me faz mal...

0 comentários:

Postar um comentário