segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Cocotes.

Preciso gritar, preciso gritar mais e de novo
Só que, dessa vez, com outra pessoa.
Às vezes eu me pergunto se eu amo as pessoas erradas
Se não amo errado
E quando eu me convenço de que não existe amar errado
Quando eu percebo que todos merecem meu amor
Vem alguém e me quebra no meio.

Valeu aí.

0 comentários:

Postar um comentário