sábado, 5 de março de 2011

Corra, dama, corra

Uma vez fiz um poema em inglês. Era também uma música... E era o primeiro de alguns...
E nunca postei uma tradução.
Então ei-la aqui, pra que entendam as próximas postagens (:
(A ogirinal você vê em: http://agavetadeanaterra.blogspot.com/2009/11/ladys-scape.html)

Corra, dama, corra

O céu não está caindo
Sua vida caminha para a perfeição
Mas sempre há um demônio
correndo atrás de você.

O Verde Caminho de sua vida
Os Vermelhos Lábios de sua boca
O Azul-Esverdeado de seu oceano
O Escuro Profundo de você.

Corra, dama, corra.
Seu cabelo está caindo
está se transformando em folhas.
Corra, dama, corra,
Seu sangue está correndo
pelo que você acredita.

Nunca olhe pros tempos passados
mas também nunca corte as cordas -
Sempre há um caminho perdido no labirinto.
Se você partir isso tudo, como voltará?

Corra, dama, corra.
Sua face está pálida,
você está se transformando num espectro.
Corra, dama, corra.
Tudo cai quando você vem
trazendo-nos neve e chuva.

Seu cabelo verde está caindo
está se transformando em rosas
Cuide dele -
ele deve ser seu agora.

0 comentários:

Postar um comentário