segunda-feira, 19 de julho de 2010

#postssemtitulo

E teus olhos me perseguem, como as contas negras de um rosário satânico, lembrando-me sempre de tua presença maligna. E muito embora tristes, essas contas muito negras e muito brilhantes são, às vezes, minha única alegria. Ter o teu olhar sobre mim, meu único consolo nestes dias tão frios.

0 comentários:

Postar um comentário